Conferência pelo Arq. Luís Ferro

Dia Internacional dos Monumentos e Sítios - 2018

 

Realiza-se, no próximo dia 18 de Abril, pelas 18 horas, na sede do Grupo Pro-Évora (Rua do Salvador, 1), uma conferência intitulada Lugares Sagrados: As Cubas do Sul de Portugal, pelo Arquitecto Luís Ferro, com a qual o Grupo assinala o Dia Internacional de Monumentos e Sítios.

 

Esta conferência parte do trabalho desenvolvido no âmbito do Projecto de Investigação “Lugares Sagrados: as Cubas do Sul de Portugal” (Programa Gulbenkian para a Língua e Cultura Portuguesas, n.139754), que estuda as pequenas e enigmáticas construções de cúpula hemisférica ou cónica, comummente denominadas por cubas, que pontuam a paisagem do Sul de Portugal. O objectivo desta investigação é a clarificação e/ou discussão das origens, utilizações e cronologias destas construções, um tema que continua envolto em grande controvérsia.

 

A comunicação desenvolver-se-á sobretudo em duas linhas temáticas: (1) a espacialidade e a instalação das cubas na paisagem do sul de Portugal e (2) a evolução do modelo arquitectónico e a análise construtiva dos edifícios.

 

A conferência completa a iniciativa que incluiu a exposição fotográfica que, sob o mesmo título, esteve patente na Igreja do Salvador entre 20 de Julho e 29 de Setembro de 2017, organizada pela Direcção Regional de Cultura do Alentejo e pelo CHAIA - Centro de História da Arte e Investigação Artística da Universidade de Évora.

 

AddThis Social Bookmark Button

"Guia de Escultura da Cidade de Évora"

imageEsta edição bilingue (português/inglês) localiza e identifica cerca de 50 esculturas públicas. Com fotografias de Paulo Nuno Silva, mapas, fichas técnicas e textos introdutórios de Maria do Mar Fazenda, são propostos três percursos temáticos - Percurso Evocativo, Percurso Simpósio ’81 e Percurso (Re)Pensar a Cidade – que dão visibilidade e leitura às peças instaladas na cidade.

Este livro está disponível nas seguintes livrarias da cidade: Nazareth, D. Pepe, Salesianos e Fonte de Letras.

"Pela Biblioteca Pública"

imageRemonta a 1992 a intenção declarada, por parte dos responsáveis pela cultura em Portugal, de dividir a Biblioteca Pública de Évora, uma das mais notáveis do pais. Desde logo o Grupo Pro-Évora iniciou uma campanha de defesa desta instituição, a semelhança do que fizera aquando da sua fundação.
de Celestino Froes David e Marcial Rodrigues



© 2011 - Grupo Pro-Évora - Todos os direitos reservados | Powered by