Acrópole XXI

Para o Grupo Pro-Évora
PROJECTO DESFIGURA ZONA EMBLEMÁTICA DA CIDADE

No âmbito da intervenção denominada Acrópole XXI, que engloba a zona do Templo Romano, do Museu e da Sé e áreas envolventes, foi realizado um concurso para elaboração do projecto de espaço público e equipamento urbano, que teve como vencedora a proposta do arquitecto Nuno Lopes.

O projecto seleccionado inclui a introdução de alterações profundas na área em causa, que mereceram diversas sugestões críticas do júri do concurso e de membros da Comissão Municipal de Arte, Arqueologia e Defesa do Património. Posteriormente, o projecto foi recusado pelo IGESPAR (Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico), que obrigou à sua reformulação. As correcções introduzidas no projecto não alteram, no entanto, os aspectos mais gravosos, como sejam, por exemplo, a destruição do Jardim de Diana e a substituição da calçada existente por uma plataforma de lajeado de granito.

Damos a conhecer algumas das imagens e da maqueta apresentadas em exposição na Praça do Sertório no início de Outubro do corrente ano, que, no essencial, se mantêm, apesar da reformulação referida. Por exemplo, os seis ciprestes alinhados que observamos nestas imagens, na zona do actual jardim, foram excluídos e substituídos por lajes de granito.

Para visualizar as imagens do projecto, clique nos links em baixo.

Imagem A - Ver Zoom - download ficheiro JPEG (220Kb)

Imagem B - Ver Zoom - download ficheiro JPEG (247Kb)

Imagem C - Ver Zoom - download ficheiro JPEG (204Kb)



Dezembro de 2009
A Direcção do Grupo Pro-Évora