Colunas de granito (Séc. XVII)




Segundo Túlio Espanca, "Nos derradeiros meses de 1967, a Administração do Banco Nacional Ultramarino ofereceu à Câmara um núcleo de quatro colunas de granito da ordem toscana, com os respectivos capitéis e bases que se haviam encontrado no pátio do mesmo estabelecimento bancário, situado na Praça do Sertório e que estava passando por vultuosas obras de transformação." Estas colunas (6) encontravam-se depositadas na mata do Jardim Público "parecem ser do séc. XVII e têm de altura máxima, não incluindo as bases, 2,40 m."

Foram instaladas no pátio do Grupo Pro-Évora em Fevereiro de 2011 no âmbito de um protocolo entre a Câmara Municipal de Évora e o Grupo Pro-Évora.

 

 

AddThis Social Bookmark Button

"Guia de Escultura da Cidade de Évora"

imageEsta edição bilingue (português/inglês) localiza e identifica cerca de 50 esculturas públicas. Com fotografias de Paulo Nuno Silva, mapas, fichas técnicas e textos introdutórios de Maria do Mar Fazenda, são propostos três percursos temáticos - Percurso Evocativo, Percurso Simpósio ’81 e Percurso (Re)Pensar a Cidade – que dão visibilidade e leitura às peças instaladas na cidade.

Este livro está disponível nas seguintes livrarias da cidade: Nazareth, D. Pepe, Salesianos e Fonte de Letras.

"Pela Biblioteca Pública"

imageRemonta a 1992 a intenção declarada, por parte dos responsáveis pela cultura em Portugal, de dividir a Biblioteca Pública de Évora, uma das mais notáveis do pais. Desde logo o Grupo Pro-Évora iniciou uma campanha de defesa desta instituição, a semelhança do que fizera aquando da sua fundação.
de Celestino Froes David e Marcial Rodrigues



© 2011 - Grupo Pro-Évora - Todos os direitos reservados | Powered by