Colunas de granito (Séc. XVII)




Segundo Túlio Espanca, "Nos derradeiros meses de 1967, a Administração do Banco Nacional Ultramarino ofereceu à Câmara um núcleo de quatro colunas de granito da ordem toscana, com os respectivos capitéis e bases que se haviam encontrado no pátio do mesmo estabelecimento bancário, situado na Praça do Sertório e que estava passando por vultuosas obras de transformação." Estas colunas (6) encontravam-se depositadas na mata do Jardim Público "parecem ser do séc. XVII e têm de altura máxima, não incluindo as bases, 2,40 m."

Foram instaladas no pátio do Grupo Pro-Évora em Fevereiro de 2011 no âmbito de um protocolo entre a Câmara Municipal de Évora e o Grupo Pro-Évora.

 

 

AddThis Social Bookmark Button

"Escultura no Pátio"

Situado na Rua do Salvador, o pátio da sede do Grupo Pro-Évora recebe projectos de intervenção artística no domínio da escultura desde a década de oitenta do século passado. Este espaço revela características muito particulares em termos arquitetónicos, quer pela exposição de parte da muralha fernandina da cidade, quer pela relação reservada enquanto espaço público. Por aqui já passaram mais de duas dezenas de instalações artísticas de vários autores portugueses e estrangeiros. Apresentamos um breve olhar sobre as últimas obras aqui expostas.

 


Apoio

 


"Guia de Escultura da Cidade de Évora"

imageEsta edição bilingue (português/inglês) localiza e identifica cerca de 50 esculturas públicas. Com fotografias de Paulo Nuno Silva, mapas, fichas técnicas e textos introdutórios de Maria do Mar Fazenda, são propostos três percursos temáticos - Percurso Evocativo, Percurso Simpósio ’81 e Percurso (Re)Pensar a Cidade – que dão visibilidade e leitura às peças instaladas na cidade.

Este livro está disponível nas seguintes livrarias da cidade: Nazareth, D. Pepe, Salesianos e Fonte de Letras.



© 2011 - Grupo Pro-Évora - Todos os direitos reservados | Powered by